Como criar um Plano de Estudos para o Concurso do BB

Como criar um plano de estudos para o Concurso do BB

 

Amigo concurseiro,

Continuando nossas dicas de como estudar para o concurso do Banco do Brasil, mostraremos hoje a importância de ter um plano de estudo organizado, como criar um plano de estudo e por fim algumas dicas de ferramentas para você detonar no concurso! Não deixem de no final deixar sua opinião e sugestões!

 

-> Clique aqui para descobrir COMO PASSAR no Banco do Brasil

O que é um plano de estudo?

 

Um plano de estudo é uma agenda organizada com definição de horários de estudo e objetivos de aprendizagem. O concurseiro que realmente quer passar no próximo concurso do Banco do Brasil, deve separar um horário específico e dar prioridade ao plano de estudo, tirando todas as demais tarefas da agenda. Criar um plano de estudo não só ajuda você a se tornar mais organizado, mas também responsável por seus próprios resultados de aprendizagem. Se você é um concurseiro que estuda por apostilas ou vídeo aulas (a maioria dos que passam hoje), um plano de estudo é ainda mais importante para seu sucesso no concurso, pois você precisa ter autodisciplina e determinação para completar seu sonho de passar no Banco do Brasil!

Por que preciso de um plano de estudo?

Vamos ser sinceros, sem organização nossa vida de concurseiro vira uma bagunça total, e, por esse motivo, um plano de estudo é uma ferramenta para dar “um norte”, um direcionamento e acima de tudo um bom ritmo de estudos. Cada concurseiro deve desenvolver um plano de estudo diferente, não há nenhum plano correto para todos.  O primeiro passo na criação de um Plano de Estudo é fazer uma auto avaliação de sua agenda e horários atuais. Após isso, você deve localizar os dias em que você consegue achar tempo específico para o estudo e revisão. Lembre-se, cada concurseiro aprende de forma diferente, por isso a quantidade de tempo que você precisa estudar será diferente do tempo que seus colegas de concurso precisam se dedicar.  Existem também situações específicas de cada personalidade e até mesmo organismos, alguns concurseiros preferem estudar à noite, outros pela manhã ao acordar, uns gostam de deixar 30 minutos para as revisões com flashcards, resumos e mapas mentais; outros, várias horas para a mesma tarefa, ou seja, é importante você adaptar a sua rotina de vida e seu ritmo de estudos, nada de ficar comparando as 20 horas diárias que seu colega está estudando, até porque, os concurseiros tendem a exagerar seu tempo de estudo quando divulgam aos outros.

Regras não existem, você terá que identificar suas metas de aprendizagem para cada matéria. Você deverá determinar por que você está estudando, e desenvolver um plano específico para esse objetivo. Leve em consideração os próximos exercícios e sua média acertos. Também avalie a importância e complexidade da matéria. Levando em conta a importância da matéria e seu desempenho nos exercícios, você conseguirá traçar um tempo ideal de estudo e um objetivo para cada matéria.

tempo ideal dedicado a cada matéria = peso da matéria no concurso x complexidade da matéria x dificuldade pessoal de aprendizagem x desempenho individual nos exercícios e simulado

 

Por último, crie um plano de estudo que seja fácil de cumprir. Embora você deva reservar tempo suficiente em sua programação dedicada a seus estudos, ficar cinco horas sem pausa irá levá-lo ao fracasso. Você pode gastar menos tempo estudando se fizer corretamente. Para uma visão detalhada de como fazer um plano de estudos personalizado, siga as instruções passo-a-passo abaixo:

Crie seu plano de estudo em apenas 4 passos

 

Passo # 1: Criar um gráfico com o tempo gasto em suas atividades atuais

 

Criando um gráfico de tempo você descobrirá  quanto gasta em suas tarefas diárias. Anote todas suas tarefas durante uma semana. Anote coisas como quando você está no trabalho, na escola ou em casa com a família. Anote tudo, até mesmo quando está jantando ou almoçando. Reanalise o gráfico durante a semana toda, procurando sempre “janelas” para encaixar seu tempo exclusivo para estudo. Este gráfico pode ser útil para determinar dias e horários que você pode se dedicar ao estudo.

Como preparar um plano de estudos para o concurso do Banco do Brasil

 

O exemplo acima foi feito de forma resumida, mas conseguimos ver claramente os dias e os momentos que seria possível encaixar os estudos. Percebemos que na segunda-feira seria possível separar 6:30 horas de estudo (levando em conta que tirando as 8 horas de sono ainda sobram 16 horas úteis), na terça 9:30 e assim por diante. Não quero com isso dizer que você precisa estudar muitas horas por dia. Estude o que realmente dá! Já vi concurseiros passarem em ótimos concursos com a disponibilidade de apenas 2:30 de estudo por dia, o diferencial é que eles faziam aquelas 2:30 valerem por 10 horas.

O gráfico acima é só um exemplo, o importante é você separar tempo para tudo e anotar!!

 

Passo # 2: Desenvolver um cronograma

 

Cronograma de estudos para o concurso do BBAgora que você determinou dias e horários disponíveis para estudar, anote tudo na agenda. As notas detalhadas vão lembra-lo da importância do estudo. Ver o horário de estudo agendado pode tornar a tarefa de estudar parecer mais importante, como uma consulta médica que você não pode perder. Além disso, é útil anotar que assunto que você pretende estudar, assim você terá a certeza de dedicar tempo suficiente para cada uma de suas matérias.  Por exemplo, você pode decidir estudar Conhecimentos Bancários nas terças e quintas, português nas segundas e assim por diante.

 

Passo # 3: Determinar suas metas de estudo

 

Cada etapa de estudo precisa de uma nova programação. Se você nunca viu a matéria antes, você precisará de mais horas dedicadas a ela, então, sua meta deverá ser assimilar o conteúdo. Uma vez que você já teve um conhecimento e entendimento doa matéria, sua meta deverá ser “decorar” os pontos principais da prova e exercícios. Depois que sair o edital e nas semanas próximas a prova, sua meta deverá ser revisar mais profundamente e relaxar um pouco, não adianta NADA se matar estudando e surtar na hora da prova. Isso é bem pessoal, mas eu, particularmente, gosto de relaxar uns dias antes da prova. Defina uma meta para cada matéria também. Por exemplo, se você tem dificuldade em ortografia, sua primeira meta será assimilar ortografia. Se você não consegue entender os conceitos básicos do mercado financeiro, sua primeira meta será essa. Ou seja, você terá que constantemente adaptar seu estudo aos seus objetivos. É interessante anotar em sua agenda não só a matéria a estudar, mas o objetivo, exemplo: domingo 14 h – Revisar ortografia e aprender crase – 15 h – assistir aula 02 de Informática – Microsoft Office, e assim por diante.

 

Etapa # 4: manter sua programação

 

Um plano de estudo funciona melhor se for seguido. Você deve tentar desenvolver um plano de estudo que você consiga cumprir, não exagere em suas metas nem nas horas de estudos. Se está difícil cumprir, adapte a realidade, mas tente cumprir. Lembre-se, a coisa mais importante é seguir o seu plano.

 

Estratégias para cumprir seu plano de estudos

Uma maneira de garantir que você conseguirá seguir com seu plano é programar o tempo para outras atividades. Ao alcançar uma programação equilibrada, sua mente estará mais receptiva durante o tempo dedicado ao estudo. Se você estudar o dia inteiro sem separar um tempo para o lazer e descanso,provavelmente você vai desanimar e quem sabe até desistir. É aceitável, e até recomendável agendar tempo para outras atividades, como  exercícios físicos, passatempos e saídas com amigos. Depois de estudar por muito tempo, não se esqueça de fazer pausas para de evitar o sentimento opressão.

Por último, alguns concurseiros acham que é útil, para motivar e auxiliar no desempenho, encontrar um parceiro de estudo. Estudar com um colega permite a colaboração e discussão. Ao criar o seu plano de estudo, verifique com outros concurseiros a melhor maneira de coordenar as sessões de estudo. No entanto, se você passa mais tempo conversando com o seu parceiro que realmente estudando, é melhor manter um plano de estudo independente. Se você optar por estudar com um parceiro, escolha alguém que você sabe que realmente vai te ajudar na tarefa, não ser um fardo para você ter que carregar.

 

Ferramentas de alavancagem para a criação de um plano de estudo

 

Se você acha que não se adaptará a estratégia de montar um plano de estudos, considere outras maneiras para manter seus estudos otimizados. Existem aplicativos para smartphones e tablets que podem ajudá-lo a gerenciar seus horários de estudo. Outra ferramenta interessante é a agenda do google, como todos os aplicativos do google é excelente ferramenta para organização.  No entanto, é importante lembrá-los que existem especialistas que afirmam que gravamos melhor aquilo que anotamos manualmente no papel, dessa forma, recomendo a tentativa de além de fazer um planejamento na agenda do google, faça uma cópia à mão e cole num local de destaque, que você consiga ver melhor.

 

Resumindo

Nesse artigo pudemos perceber a importância de um Plano de Estudos bem feito e detalhado. Também observamos os 4 passos para elaborar um Plano de Estudo que são: criar um gráfico com o tempo gasto em suas atividades atuais, desenvolver um cronograma, determinar suas metas de estudo e manter a programação.

Novamente, lembro que o que foi colocado aqui são apenas dicas, cada pessoa deve achar a melhor forma de se organizar.

Aproveitamos a oportunidade para recomendar a leitura do artigo sobre Apostilas Banco do Brasil.

Tags:

2 Comentário
  1. Responda
    Anônimo junho 13, 2016 at 7:39 pm

    OTIMAS DICAS….

  2. Responda
    Cris Abril 7, 2016 at 2:11 pm

    Obrigada pelas dicas. Vou seguir esses 4 passos básicos para ter um ´´lano de estudo melhor.
    Valeu 🙂

Deixe seu comentário (pode ser anônimo)